A primeira base a gente nunca esquece


Quarteto de bases e pincel
Quarteto de bases e pincel

Os que me conhecem podem achar estranho eu abordar este tema de maquiagem aqui no blog. Vou tentar me justificar. De fato, nunca havia passado pela minha cabeça usar makeup. Até o dia em que fui surpreendido por um convite da Ananda Apple, apresentadora do Quadro Verde, para dar uma entrevista sobre o cultivo de orquídeas. Entrei em pânico, não sabia o que fazer. Olhei para o espelho e vi o rascunho do mapa do inferno no meu rosto. Muitas manchas, resquícios de uma acne que combati a vida toda, além de pronunciadas olheiras.

Minha mãe, ao contrário de mim, tem a pele maravilhosa e não costuma se maquiar. No dia da gravação, ela estava viajando. Ao fuçar nas coisas dela, encontrei um potinho de base e não tive dúvidas. Tratei de passar o reboco na cara, de qualquer jeito. Confesso que não tinha ideia do que estava fazendo. As manchas e olheiras sumiram. No entanto, fiquei com uma máscara laranja no rosto, totalmente diferente do tom do resto do meu corpo. Só fui perceber isso ao ver a entrevista no ar.

Depois desta estreia traumática, resolvi dedicar um tempo a estudar o que poderia ser feito para melhorar a aparência de uma pele masculina. Assisti a vários tutoriais no Youtube, de homens e mulheres ensinando as mais diferentes técnicas de maquiagem. Fiquei aturdido com a quantidade de material, tempo e habilidade necessários para levar a cabo esta tarefa, que acreditava ser mais simples. Também levei um susto ao comprar alguns itens básicos, não tinha noção dos valores deste mercado efervescente.

Mas confesso que fiquei fascinado com os milagres que algumas camadas de pigmentos podem fazer no rosto de uma pessoa. Cheguei à conclusão de que todos, homens e mulheres, deveriam ter este direito de fazer um extreme makeover na cara, de se apresentar ao mudo nas melhores versões de si mesmos. Durante esta fase de descoberta, contei com a ajuda preciosa da minha prima Elize Kawauchi, jornalista, professora de inglês e uma makeup expert. Contarei mais sobre esta rica e divertida interação no próximo post.

4 comentários:

  1. Que legal.!!😉 Que bom saber que você passou por essa situação mas descobriu que com isso pode ajudar outros. Bjs sabor de açaí.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Jane, tudo bem? Pois é, tudo é sempre um aprendizado! Que ótimo receber sua visita aqui neste blog, muito obrigado pelo carinho e apoio!

      Um grande beijo e tudo de bom!

      Excluir
  2. BOM DIA!!! Estou adorando o blog ,e me divertindo bastante com as confissões ,me identifiquei com a frase rascunho do mapa do inferno no meu rosto kkkkkk ,é desesperador rsrsrs
    obrigada por ser quem és bjooooo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia, Neusicleia! Que legal saber que está gostando do blog! Fico feliz! E, de fato, há dias em que a pela da gente está terrível!

      Imagine, eu que agradeço a você pela visita e pelo comentário, adorei!

      Um grande beijo!

      Excluir