Cristal de chumbo - Leveza e sofisticação


Bombonière em cristal de chumbo
Bombonière em cristal de chumbo

É comum depararmo-nos com dúvidas a respeito das diferenças entre vidro, cristal e cristal de chumbo. Tecnicamente falando, o cristal é todo material constituído por átomos e moléculas altamente ordenados, com elevado grau de simetria, arranjados em uma estrutura cristalina. São exemplos clássicos de cristais o gelo, o quartzo e o diamante. Na verdade, a palavra cristal deriva do grego krustallos, que justamente pode significar gelo ou quartzo. 

O vidro, por sua vez, é um material sólido e amorfo, constituído basicamente por sílica, que é o dióxido de silício, presente na areia. Há ainda a adição de uma série de sais, em composições e concentrações variáveis. Uma vez fundidas e resfriadas, estas substâncias dão origem às peças delicadas e transparentes, que conhecemos como vidro. Esculpida e trabalhada, esta mistura vítrea pode dar origem a refinados utensílios e objetos de decoração, tais como aqueles forjados pelos venezianos de Murano.


Bombonière em cristal de chumbo
Bombonière em cristal de chumbo

Existem ainda as peças popularmente conhecidas como cristais, tais como taças, vasos e bombonières, que são, na realidade, vidro de alta qualidade e transparência. Não são cristais verdadeiros porque sua estrutura é amorfa e não cristalina. Ao vidro comum são adicionados sais metálicos, particularmente o óxido de chumbo, em concentrações que variam de 10 a 25%, que conferem à massa vítrea maior densidade, transparência e brilho. São estas características físico-químicas que distinguem os 'cristais vidros' dos vidros comuns, diferenças estas que refletem no valor final das peças.

Além disso, é justamente esta maior dureza e densidade do cristal que permitem que as paredes das taças e vasos produzidos com este material sejam mais finas, melhor polidas e lapidadas, produzindo assim o som musical característico ao serem tocadas.

Por fim, as peças em cristal de chumbo são aquelas produzidas com vidro de alta qualidade, matéria prima selecionada e em cuja composição entram os níveis máximos de óxido de chumbo, geralmente em concentrações ao redor de 25%. Como resultado, temos um material mais pesado, de maior densidade e transparência, que apresenta um brilho superior em relação ao vidro ou 'cristal vidro' comuns.

A bombonière em cristal de chumbo, que ilustra este artigo, foi um presente especial do casal Magali Rodrigues e Marcelo Bemquerer aos meus pais. Na ocasião, também ganhei um belíssimo livro sobre a orquídea Vanilla, que produz a baunilha.

Prateleiras com design minimalista


Prateleira TEEbooks modelo US
Prateleira TEEbooks modelo US

Foi com grande satisfação que, há alguns dias, fomos contactados pelo designer Yuri Dalle Carbonare, representante da empresa TEEbooks, especializada na produção de prateleiras com design minimalista e inspiração italiana.

Interessado no conteúdo do blog e, com base nos temas nele abordados, o Yuri gentilmente se propôs a nos enviar uma amostra dos produtos TEEbooks, a prateleira branca, modelo US, da foto acima. O móvel é confeccionado em uma chapa de aço com 2 mm de espessura, ao mesmo tempo leve e resistente, capaz de suportar até 15 kg, ideal para livros, CDs, DVDs e objetos de decoração. 

Além da proposta original da prateleira US, achei que seu design clean e elegante seria perfeito para sustentar vasos com os mais diversos tipos de plantas. No meu caso, acredito que será uma excelente forma de ornamentar paredes com vasos de orquídeas floridas.

Prateleira TEEbooks modelo US
Prateleira TEEbooks modelo US

A linha de produtos TEEbooks foi concebida pelo designer Mauro Canfori, em 2009. Totalmente produzida no Brasil, com design minimalista, a marca oferece vários modelos de prateleiras, para diversos ambientes, além de elegantes luminárias que se acoplam perfeitamente aos móveis.

Atuando desde 1978 nos ramos da arquitetura, cenografia e design de móveis, Mauro Canfori tem um brilhante histórico de projetos desenvolvidos em diferentes países, como Itália, França e Brasil. Já trabalhou em colaboração com importantes marcas e designers de fama internacional.

Prateleira TEEbooks modelo US
Prateleira TEEbooks modelo US

As prateleiras da TEEbooks podem ser encontradas em diferentes cores, modelos e tamanhos. Há opções para salas, quartos, escritórios, cozinhas e banheiros. 

Como cuidar de lírio da paz em interiores


Lírio da paz
Lírio da paz

Apesar de seu nome popular, o lírio da paz não faz parte da família Liliaceae, como alguns poderiam imaginar. Esta singela flor bastante popular, também conhecida como bandeira branca, não é parente dos lírios que costumamos encontrar nas floriculturas. Também não tem parentesco com a Alstroemeria, o lírio dos incas.

O nome científico do lírio da paz é um tanto quanto complicado, Spathiphyllum wallisii, e homenageia Gustav Wallis, um colecionador de plantas alemão que viveu no século XIX, tendo sido responsável pela introdução de várias espécies exóticas de diferentes partes do mundo na Europa. O lírio da paz é típico do continente americano, tendo sido descoberto na América Central.

Embora o lírio da paz seja frequentemente utilizado no paisagismo de jardins, é possível cultivá-lo facilmente dentro de casas e apartamentos. Entre as plantas que dão flores, talvez esta espécie seja uma das mais tranquilas para se manter em interiores. Mesmo na ausência de florações, sua folhagem abundante, em um tom fechado de verde, é altiva e bastante ornamental. Sua manutenção em apartamentos é bem mais fácil comparada ao cultivo de orquídeas.

Devido à sua origem tropical, o lírio da paz não aprecia regiões de climas muito frios. A luminosidade indireta vinda da janela, em uma sala, é suficiente para que esta planta cresça e floresça. As temperaturas amenas dos interiores das residências, agradáveis aos seres humanos, são perfeitas para o cultivo do lírio da paz. Ele, literalmente, sente-se em casa. No ambiente externo, em canteiros nos jardins, é importante protegê-lo do sol direto, nas horas mais quentes do dia, que podem prejudicar sua folhagem. Locais onde ocorrem geadas também são inóspitos para esta planta.

Lírio da paz
Lírio da paz

Trata-se de uma espécie que precisa de níveis corretos de umidade para se desenvolver. A falta de água é sentida imediatamente e a reação do lírio da paz costuma ser dramática. De uma hora para outra, suas folhas murcham e tombam desfalecidas. Felizmente, uma boa rega é suficiente para levantá-las novamente. É importante que a água seja fornecida na base da planta, próximo à terra, evitando-se molhar as folhas e flores.

Uma boa adubação regular, química ou orgânica, é essencial para uma floração consistente do lírio da paz. Ela pode ocorrer durante todo o ano, mas é mais intensa durante os meses da primavera e verão. A estrutura que costumamos chamar de flor, responsável por um outro nome popular desta planta, Bandeira branca, é na verdade uma folha modificada. A estrutura central, de aspecto áspero, recebe o nome técnico de espádice e encontra-se completamente coberta por inúmeras e minúsculas flores. Trata-se de uma inflorescência.

Além de realmente trazer paz para dentro dos nossos lares, esta planta ajuda a purificar o ambiente, conforme alguns estudos científicos demonstraram. Muito mais do que um simples elemento decorativo, o lírio da paz é um valioso companheiro para transformar casas e apartamentos em agradáveis lares.