Seleção de Plantas para o Halloween


Suculenta Negra, Cacto Monstruoso, Suculenta Teia de Aranha e Planta Fantasma
Suculenta Negra, Cacto Monstruoso, Suculenta Teia de Aranha e Planta Fantasma

Em um primeiro momento, estas plantas não têm nada de assustadoras. São suculentas bastante ornamentais, mas chamam a atenção pelos nomes populares que carregam. Em conjunto, formam um ótimo time para incrementar uma decoração de Halloween. A imagem que abre este artigo é uma fotomontagem, mas nada impede que abóboras reais ou decorativas sejam usadas como cachepots para realçar a beleza destas plantas fantasmagóricas.

Da esquerda para a direita, começamos com a suculenta negra, a famosa Echeveria 'Black Prince'. Para saber mais sobre cada planta desta seleção de Halloween, basta clicar nos respectivos links, que redirecionarão aos artigos no blog Orquídeas no Apê. Existem, na natureza, poucas plantas com uma coloração tão escura, o que lhes confere um ar de mistério e exclusividade. A suculenta 'Black Prince' fica cada vez mais negra à medida que recebe mais luminosidade.

A seguir, temos o cacto monstruoso. Neste caso, não se trata de um apelido. Existe uma classificação científica para designar uma forma anômala de crescimento, que ocorre principalmente em cactáceas. No exemplo acima, temos a Opuntia montacantha monstruosa. Em sua forma tradicional, este cacto tem o aspecto das palmas que habitam regiões áridas. Na forma monstruosa, fica completamente diferente, emitindo novos brotos por todos os lados. 

A suculenta teia de aranha talvez seja a mais emblemática planta para esta época de Halloween. Vista de perto, ela realmente parece coberta por várias camadas de teias de aranha, como aqueles móveis de casarões abandonados há séculos. Seu nome científico é Tradescantia sillamontana, sendo uma exceção suculenta no gênero Tradescantia, predominantemente composto por folhagens ornamentais, tais como a trapoeraba roxa, Tradescantia pallida purpurea.

Por fim, temos ninguém menos que a planta fantasma! Não se trata de uma espécie rara ou exótica. O Graptopetalum paraguayense é uma suculenta bastante comum no cultivo doméstico, sendo até menosprezada pelos colecionadores. Mas é de uma beleza única, de facílimo cultivo e crescimento acelerado. Sua coloração pálida empoeirada é, de fato, fantasmagórica, sendo uma valiosa adição ao espírito decorativo inspirado no dia das bruxas.